Seu Ismael 92 de vida, 40 anos de Jardim Amanda

24
Ismael 92 anos e morador do Bairro há 40 anos

Pois é, seu Ismael mora no Jardim Amanda há exatos 40 anos. Mudou-se para cá no ano da fundação do loteamento. Chegou no bairro junto com a esposa e uma amiga, que de certa forma influenciaram comprar o terreno por aqui.

O encontro com seu Ismael foi se agenda e inesperado. Aconteceu na padaria Destak perto das 21 horas na rua Francisco Glicério esquina com a antiga 46. Seu Ismael bastante contente soltou o verbo “boa noite, mora onde?” Com a disposição de um adolescente me indaga se eu tinha pressa, porque queria prosear um pouco. A prosa é uma riqueza, e não tem dinheiro que pague.

O gosto pela conversa é nítido em seu Ismael, que sem receio me convidou para alguns minutos de aprendizado. A conversa com gente sábia é sempre um momento de construção e fortalecimento da alma e do intelecto. Sentei do lado dele, pedi a autorização para gravar, não poderia perder a oportunidade. Começamos a prosa. Ele inicia a narrativa de sua vida com a velocidade dos seus 90 anos, e mesmo breve o relato, é o suficiente para mudar a perspectiva da minha noite.

Seu Ismael me conta que se tornou um dos vendedores da S.SILVA, empresa responsável pela comercialização dos lotes do Jardim Amada. Segundo ele, homem de boa memória, vendeu o terceiro terreno do loteamento.

Antes de chegar por aqui porém, o mineiro peregrinou por Congonhas e Cornélio Procópio no Estado do Paraná até chegar em Campinas na região do Jardim São Vicente por influência de um irmão. Trabalhou em empresas como Gessy Lever, Rigesa até chegar na Bosch quando parou de trabalhar na indústria.

Aos 92 de idade, 40 deles vivido no Jardim Amanda, se orgulha de possuir uma saúde de ferro. Não tem nenhum tipo de problema e se orgulha também, diz ele, de possuir boa memória. A exemplo de tantos outros moradores da sua idade, integra uma parcela de trabalhadores do bairro que ajudaram a desenvolver e crescer o Jardim Amanda.

Bom mineiro e com uma sabedoria da vida não revelou seu sobrenome para o registro da crônica. Mas não precisa, sua foto vai ficar nessa conversa para a sua referência e reverência. Parabéns seu Ismael, obrigado por seus minutos.

Luciano Medina
Jornalista e Editor
Portal Comunitário
Jardim Amanda

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui