O Rádio, Zé Bettio e o Jardim Amanda

94
Por Luciano Medina
Fotos: Renato Figueiredo/Mauricio Vicente

O Jardim Amanda surge impulsionado pelo desejo de trabalhadores e trabalhadoras de realizarem o sonho da casa própria. O que o rádio e o Zé Bettio teve com isso? 

Esse desejo é realizado muito em razão da mobilização dos atuais moradores ao se deslocarem até  à beira da rodovia Campinas Monte-Mor, em meados da década de 80. Nesse período surge o loteamento bastante atrativo. Um dos principais difusores do loteamento do Jardim Amanda eram as emissoras de Rádios e o boca a boca. O rádio foi o principal canal de comunicação que tornou público para todo o Brasil a existência de terrenos em condições de aquisição com facilidades até então inexistentes para o mercado imobiliário na região. Eram valores que cabiam no bolso, e parcelas que se perdiam de vista. Essas condições atraíram compradores de várias regiões do Brasil.

O Rádio

Em 1922 foi realizado a primeira transmissão de rádio no Brasil. O dia era 7 de setembro, e a ocasião era a comemoração do centenário da Independência. À época o presidente da República Epitácio Pessoa fez o discurso que fora transmitido para Niterói, Petrópolis e São Paulo. Esse fato marca o início do Rádio no país, e uma trajetória intima que se estabelece entre o meio, e a população brasileira até os dias de hoje, mesmo em meio à hegemonia da internet.

Zé Béttio

Considerado um dos maiores e mais famosos comunicadores do rádio brasileiro, José Bettio, nascido em Promissão interior paulista, apresentou o programa “Zé Béttio” na Rádio Record de São Paulo por mais de duas décadas (70-80 e 90). “Acorda, joga água nele” era o bordão usado pelo radialista quase sempre às 5 horas da manhã em seu programa. Antes de radialista, Béttio tocava sanfona no grupo Sertanejos Alegres. Em seu programa, transmitido para todo o Brasil, Zé Béttio difundiu a venda dos terrenos no Jardim Amanda em meados da década de 80. Ele faleceu enquanto dormia em sua casa no dia 27 de agosto de 2018 aos 92 anos de idade.

O Jardim Amanda

É certo que as gerações mais novas do bairro não sabem quem foi Zé Béttio, no máximo ouviram falar. Muitos dos moradores que hoje moram no bairro descobriram o Jardim Amanda a partir do programa do radialista, que da cidade de São Paulo mobilizavam os interessados em migrar para o interior paulista.

As condições facilitadas e os pagamentos de parcelas a perder de vistas incitadas pelo rádio, e a partir do boca a boca deslocaram muitas famílias para o loteamento. Excursões partiam da região da avenida São João na capital paulista para o Jardim Amanda. Famílias vieram do Paraná para conhecer o bairro as informações difundidas no programa de rádio, e através da radio peão. Como veem, a relação do bairro com o Rádio é antigas. São histórias e lembranças que constituem patrimônio do Jardim Amanda. Essas histórias precisam ser contadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui