Fundo Social de Hortolândia recebe alimentos arrecadados no 1° Desafio X1 de futebol inclusivo

48

Evento do Projeto “Luta pela Vida Hortolândia”, que contou com o apoio da Prefeitura, reuniu mais de 500 pessoas, no último sábado (02/09)

O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia recebeu, na tarde desta terça-feira (05/09), o equivalente a 15 cestas básicas, arrecadadas durante o 1° Desafio X1 de futebol inclusivo, promovido pelo Projeto “Luta pela Vida Hortolândia”. O evento, voltado ao segmento PCD (Pessoas com Deficiência), contou com o apoio da Prefeitura, por meio das secretarias de Governo e Esporte e Lazer. Segundo os organizadores, o Desafio reuniu mais de 500 pessoas no Espaço Esportivo Santa Izabel, no último sábado (02/09).

Os alimentos não-perecíveis foram entregues na sede do Fundo Social. Durante o ato de entrega, a presidente Maria dos Anjos Assis Barros, agradeceu a parceria.

“Essa é uma ação que transborda solidariedade, onde se pode trabalhar outros pilares, como inclusão e saúde. Graças a essa ação tão importante, muitas famílias serão beneficiadas. Nosso trabalho incansável na busca de alimentos é garantir que não falte o alimento à mesa de ninguém. Temos que aplaudir de pé ações como essa. Parabéns à entidade Luta pela Vida. A solidariedade muda vidas e vocês estão nos ajudando nessa transformação!”, afirmou D. Maria.

Para o idealizador do Desafio e fundador do “Luta pela Vida”, Alexandre Amaro, o evento superou as expectativas. “O evento foi um sucesso. Teve pessoas dos quatro cantos da cidade e veio também um pessoal de Campinas. A nossa expectativa foi superada.

Foi praticada uma inclusão diferenciada com pessoas com diferentes tipos de deficiências, através de 10 jogos de futebol, na modalidade X1. Agora, estamos preparados para realizar uma competição, nessa modalidade X1, entre as instituições – as Apaes (Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais) da região, a Cadefi (Centro de Apoio ao Deficiente Físico), o Cier (Centro Integrado de Educação e Reabilitação), o Luta pela Vida, o Pernas Voluntárias, dentre outras”. O “Luta pela Vida” apresenta-se, em sua página no Instagram, como um “Projeto de Inclusão para Pessoas com Deficiência que promove o desenvolvimento humano, através de atividades adaptadas”, tais como futebol, boxe e percussão.

O X1 é uma modalidade de futebol de um contra um, mano a mano, um goleiro e um jogador de linha. Durante o desafio, aconteceram disputas em categorias como futebol de cego (futebol de cinco), futedown (para quem tem Síndrome de Down), futebol de amputados e futebol de sete (para quem tem paralisia cerebral). Houve ainda o chamado “Desafio Golzinho Inclusivo”, em que os participantes, com os olhos vendados, a fim de vivenciar a realidade de uma pessoa com deficiência visual no futebol, deveriam acertar um gol menor (golzinho) de longa distância.

A abertura do evento foi feita pela Equipe de Percussão do CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) do Jd. Amanda. Alunos do Projeto se apresentaram no ritmo de uma bateria de escola de samba. Além disso, cada atleta foi premiado com um copo térmico e foram sorteados mais de 50 brindes.

Fonte: Prefeitura Municipal de Hortolândia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui