O Jornal do Amanda

60

Em Janeiro de 2015, o bairro lançou a primeira edição do Jornal do Amanda. A matéria de capa destacou o desenvolvimento do bairro entre outras matérias que serão publicados posteriormente. Nesse post o destaque fica por conta do desenvolvimento

O Desenvolvimento

O Jardim Amanda foi fundado oficialmente o dia 10 de maio de 1984, mas o loteamento foi aberto dois anos antes, quando ainda pertencia ao município de Sumaré. Localizado numa área de 4.549.600 metros quadrados o que equivale a 4,96 hectares. Essa área comporta 10.072 lotes e mais de 110 ruas, hoje todas pavimentadas.

A infraestrutura surgiu após muita luta e o bairro foi finalmente contemplado segundo o presidente da Associação do Bairro Nelson Cruz (In Memorian). Cercada por duas rodovias, a SP 101 Campinas-Mor e a Rodovia dos Bandeirantes, esse acesso facilita a chegada para a cidade de Campinas como para o município de São Paulo.

Antes de se tornar Jardim Amanda, essa extensão de terra pertencia Fazenda Bela Vista, do ex-proprietário Etalívio Pereira Martins. Na Ocasião da venda para a constituição do loteamento, seu Etalivio exigiu como condição que o nome do bairro recebesse o nomende Jardim Amanda como forma de homenagear a esposa chamada Amanda.

Assim surge o Jardim Amanda, esse gigante também apelidado de Brasilzão.

Arquivo: Luciano Medina

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui